FECHAR
Faça login para acessar a Intranet
OSM

As funções do analista de OSM e suas habilidades

Artigo publicado em 31/07/19 por: Gustavo Junior
Não perca mais tempo Contrate agora a melhor consultoria empresarial para o seu negócio.
Contrate a RPM agora mesmo.

Em artigos postados anteriormente pudemos conhecer o que é a OSM, qual o seu papel na atualidade, esboçamos acerca da evolução vivenciada por ela e o caminho que está sendo trilhado. Se você não teve ainda a oportunidade de ler estes artigos, te convido ao findo deste, continuar em nossa página e conhecer um pouco mais sobre este mundo da OSM.

Enfim, e o profissional que deseja se engajar nesta área, o analista de OSM, quais as habilidades requeridas para ele exercer esta função com maestria?

Vale relembrar que a OSM é responsável por otimizar os processos, excluindo tudo aquilo que for supérfluo, gerando desta forma melhores resultados com menor dispendido de recursos.

O profissional analista de OSM no organograma geralmente é encontrado logo após a presidência de forma semelhante em tomada de decisões, necessita portanto desenvolver uma visão de águia, compreendendo sistematicamente a empresa, dentro do nicho a qual está inserida, ou seja, ter a capacidade de olhar para dentro da empresa e para o que está ao seus arredores.

Atuando neste cargo o profissional deverá desenvolver o levantamento de dados, analisa-los de forma técnica e lógica, elaborar e consequentemente implantar métodos de melhoria com objetivo claro de alavancar os marcadores.
As organizações possuem modos de se formar semelhantes (dispõem de uma estrutura, de capital financeiro, de capital humano...) mas a formula que ela utiliza para fazer as engrenagens funcionarem se diferem uma das outras, são em uma maioria diferentes fluxos e sistemas implantados. Assim, este profissional precisa reconhecer o ambiente interno desta empresa, observar e compreender as ferramentas que são empregadas a fim de aprimora-las, modifica-las ou até mesmo de exclui-las e ainda reconhecer o seu potencial humano, o treinando, capacitando e até mesmo compreendendo as suas atitudes.Visto que em determinados momentos precisara exercer influência sobre estas pessoas e o relacionamento deverá neste momento ser uma via de mão dupla, onde a cooperação, respeito andam lado a lado.
Ok! O profissional conhece bem a empresa no qual está inserido, ele reconhece e domina todo o sistema interno, possui uma influência positiva sobre seu capital humano, e isso o torna excelente? A resposta é um sonoro: Não! 
Assim como a andorinha sozinha não faz verão, o analista de OSM com atenção apenas para o seu interior irá se perder a todo instante quando se encontrar com o ambiente externo, o qual possui uma grande influência as organizações.
O ambiente externo evolui, e acaba forçando as empresas a mudarem também, então se o analista de OSM não está ciente do que ocorre fora das paredes da empresa ele se tornara arcaico, poderá perder (financeiramente e intelectualmente) por utilizar de ferramentas obsoletas.
Para ser um profissional de OSM competente ele deverá ser um pesquisador constante com intuito de se manter atual e se diversificar, possuir uma capacidade de análise e compressão de dados, não se abster as regras já existentes, romper barreiras e liderar a equipe nestas mudanças.
Costumo pensar que o profissional Analista de OSM é um desbravador, ela vai adentrando dentro da engrenagem da organização, reconhecendo o espaço, tomando conta dele e modificando-o positivamente.
E aí gostou da função de um Analista de OSM?